sábado, 29 de janeiro de 2011

Minha vida virou uma cabine

Para quem não conhece esse jargão, cabine é uma sessão de cinema fechada para jornalistas, no qual, geralmente, são exibidos filmes ainda inéditos e prestes a entrar em cartaz para a avaliação da imprensa. Ir a cabines é praticamente só o que tenho feito ultimamente. Então, eis alguns textos completos de filmes que assisti nessas sessões fechadas. Um modo de compilar esses textos, publicados no site Cinema com Rapadura, em um lugar só, já que são resenhas mais bem elaboradas do que as que eu escrevo aqui nesse blog.

Além da Vida - mistura de produção espírita com filme mosaico, Clint Eastwood entrega um trabalho irregular que passa longe de despertar alguma emoção no espectador. Leia texto completo.

Amor e Outras Drogas - misto de comédia romântica com dramalhão, funciona muito bem graças à química perfeita entre os belos e talentosos Jake Gyllenhaal e Anne Hathaway. Leia texto completo.

Inverno da Alma - indicado a quatro Oscar, inclusive melhor filme, esse thriller indie tem como maior mérito a interpretação carismática de Jennifer Lawrence, indicada a vários prêmios de melhor atriz mundo afora. Leia texto completo.

Tron O Legado - se o primeiro envelheceu mal pacas, sua continuação se sustenta graças a um visual belíssimo e a uma trilha musical sensacional, cortesia do duo francês Daft Punk. Leia texto completo.

Um Lugar Qualquer - Sofia Coppola volta ao terreno seguro, mas sem o mesmo brilho de "Encontros e Desencontros" nesse filme que confunde vazio existencial com vazio narrativo. Leia texto completo.


Um comentário:

  1. um ótimo jeito de juntar filminhos e sutilezas num sábado à tarde.

    ResponderExcluir